PUBLICIDADE

Gordura abdominal aumenta risco de osteoporose

A gordura visceral está relacionada a perda de massa óssea

Durante anos, acreditava-se que as mulheres obesas tinham menos risco de desenvolver osteoporose e que excesso de gordura corporal realmente protegia contra a perda óssea. No entanto, um estudo apresentado na reunião anual do Radiological Society of North America descobriu que ter muita gordura abdominal pode, de fato, ter um efeito nocivo sobre a saúde óssea. A obesidade está associada a muitos problemas de saúde, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol elevado, asma, apneia do sono e doenças articulares.

Mas nem toda gordura corporal é igual. A gordura subcutânea está logo abaixo da pele, e a gordura visceral ou intra-abdominal é a localizada no fundo do tecido muscular, na cavidade abdominal. A genética, a dieta e o exercício influenciam o nível de gordura visceral, que também se associa ao risco de doença cardíaca. Os pesquisadores avaliaram a gordura abdominal subcutânea, visceral e total em 50 mulheres pré-menopausa com IMC de 30, na primeira faixa de obesidade.

As mulheres com mais gordura visceral tinham densidade mineral óssea diminuída e estavam mais propensas a desenvolver a osteoporose. Embora a perda óssea seja mais comum em mulheres, a equipe de investigação está atualmente conduzindo um estudo para determinar se a gordura da barriga também é um fator de risco para perda óssea em homens.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como eu posso prevenir a osteoporose

- Estabeleça um programa regular de exercícios: a atividade física torna seus músculos e ossos mais fortes e evita a perda de massa óssea. Exercícios com pesos feitos pelo menos três vezes por semana são os melhores para a prevenção da osteoporose.

- Coma alimentos ricas em cálcio: alimentar-se de comidas cheias deste mineral, durante toda a vida, ajuda a construir e manter ossos fortes. Excelentes fontes de cálcio são o leite e seus derivados, peixes enlatados, folhas de tom verde escuro (couve e brócolis, por exemplo), suco de laranja enriquecido com cálcio e pães feitos com farinhas enriquecidas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- Suplementos: para usar suplementos de cálcio, consulte seu médico. Certifique-se que não está ingerindo mais de 2.000 mg desta substância por dia. Isso pode causar pedras nos rins.

- Vitamina D: essa vitamina é usada pelo corpo para absorver o cálcio. Ficar no sol por 20 minutos todos os dias ajuda a maioria das pessoas a absorver suficiente vitamina D.

- Estrogênio: esse hormônio produzido pelos ovários ajuda a evitar a perda de massa óssea. Repor o estrogênio depois da menopausa (quando os ovários param de produzir o hormônio) desacelera essa perda. Mas esse tratamento envolve riscos, por isso converse com seu médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

- Evite certos medicamentos: esteroides, alguns tratamentos para câncer de mama, anti-convulsivos, anti-coagulantes e medicamentos para tireoide aumentam a perda de massa óssea se não usados conforme recomendado. Outras medidas preventivas: reduza a ingestão de álcool e não fume. Fumar leva seu corpo a produzir menos estrogênio, que protege os ossos. Muito álcool pode fragilizar seu osso