PUBLICIDADE

Zika vírus: estudo aponta novo mosquito transmissor

Além do Aedes aegypti, o mosquito Aedes albopictus também está preocupando pesquisadores, principalmente dos Estados Unidos

Um segundo vetor do Zika vírus pode ser a explicação para essa doença estar se espalhando tão rapidamente. Um artigo publicado na revista científica British Medical Journal, escrito pelo pesquisador norte-americano Michael McCarthy fala sobre a preocupação dos Estados Unidos com o Aedes albopictus, um segundo vetor da doença que pode sobreviver em locais mais temperados e pode até mesmo chegar ao norte do país, conhecido por ser um local mais frio.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção dos Estados Unidos (CDC na sigla local), se contar o raio de extensão dos dois mosquitos, eles podem transmitir o Zika vírus para as regiões leste e central do país, assim como pontos mais ao norte.

No entanto, o mosquito Aedes albopictus tem hábitos diferentes do Aedes aegypti. Enquanto o último vive em regiões urbanas e se alimenta preferencialmente de sangue humano, o Aedes albopictus pode consumir sangue humano ou de animais, além de ser um transmissor menos eficaz da doença.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

No Brasil, no entanto, esse mosquito ainda não foi apontado como um vetor potencial dessa doença, apesar de ser capaz de transmitir dengue e febre amarela, assim como o Aedes aegypti.