PUBLICIDADE

Vírus da febre amarela é encontrado em outra espécie de Aedes

Instituto Evandro Chagas (IEC) detectou o vírus pela primeira vez no mosquito Aedes albopictus

O Instituto Evandro Chagas (IEC), órgão vinculado à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde, detectou pela primeira vez a presença do vírus da febre amarela em uma espécie diferente de mosquito Aedes, o Aedes albopictus.

No entanto, os pesquisadores acreditam que o mosquito está suscetível ao vírus mais em ambientes rurais e silvestres. Acredita-se que ele pode ter sido infectado por macacos nas regiões silvestres, mas seu potencial como vetor da febre amarela ainda não é conhecido.

"Esse achado é importante porque o Aedes albopictus pode vir a estabelecer um ciclo intermediário (rural) da Febre Amarela nas Américas, semelhante ao que ocorre na África", afirma Pedro Vasconcelos, diretor do Instituto Evandro Chagas, em entrevista ao portal do Instituto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os mosquitos infectados foram colhidos em Minas Gerais, nos estados de Itueta e Alvarenga, durante o ano de 2017.

O Aedes albopictus é comum em vários estados da Amazônia, do Centro Oeste, Sudeste, em quase todo o país, embora em menor quantidade do que o aegypti. "Nós sabemos que há uma competição sobre o nicho ecológico entre essas duas espécies de mosquitos. Onde há uma predominância de Aedes aegypti, o albopictus não se instala, e vice-versa", considera Vasconcelos.