PUBLICIDADE

Escorbuto: o que é, causa, sintomas, tratamento e prevenção

O que é escorbuto?

Escorbuto (CID 10 - E54) é uma doença nutricional aguda ou crônica causada pela carência de vitamina C (ácido ascórbico) no organismo. Dentre os sintomas principais, estão as hemorragias, fadiga e queda de resistência às infecções.

Trata-se de uma doença rara, já que a vitamina C é um nutriente muito presente na alimentação contemporânea. Entretanto, ela pode acometer quem sofre com doenças de restrição absortiva, como a Doença de Crohn ou a desnutrição.

O ácido ascórbico é essencial à saúde. Dentre suas funções, ele ajuda na regeneração dos órgãos, na formação do colágeno, na regulação da temperatura corporal e na produção de diversos hormônios, além de melhorar o sistema imunológico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O consumo adequado de vitamina C age como antioxidante no organismo, prevenindo doenças do coração e até alguns tipos de câncer.

Sintomas de escorbuto

A falta de ácido ascórbico no corpo pode levar a sintomas iniciais, que podem se desenvolver para um quadro mais grave. Assim, os primeiros sinais do escorbuto são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Com o tempo, essa carência nutricional pode aumentar e gerar uma deficiência séria de vitamina C no corpo. Nesse estágio, os sintomas do escorbuto se apresentam com:

Causas

A principal causa do escorbuto é a dieta pobre em alimentos que são ricos em vitamina C, como frutas (laranja, limão, abacaxi, kiwi, morango, acerola, caju) e vegetais (espinafre, brócolis, aspargo, couve, agrião).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na história, especialmente durante o século XVII, o escorbuto era conhecido por ser uma “doença de marinheiros”. Isso porque eles se alimentavam exclusivamente de frutos do mar, já que frutas e verduras frescas não estavam disponíveis nos navios.

A falta de vitamina C é uma doença gradativa e o nível do nutriente abaixo de 0,2 mg por 100 ml de sangue caracteriza o escorbuto como uma deficiência grave.

Escorbuto de rebote

Há outra condição relacionada ao consumo de vitamina C que é conhecida como escorbuto de rebote. Esta acontece quando a pessoa consome uma superdosagem do nutriente e, depois, para repentinamente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Não existem outros tipos de escorbuto e, sim, estágios da doença - que, em níveis avançados, pode até causar a morte do paciente.

Fatores de risco

As pessoas mais sujeitas a desenvolverem o escorbuto são, geralmente, pacientes que possuem alguma dificuldade de absorção dos nutrientes ou distúrbios alimentares. São parte do grupo de risco da doença:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Diagnóstico de escorbuto

O diagnóstico do escorbuto é clínico, através da identificação de sintomas clássicos. Como os primeiros sinais da doença são inespecíficos, como fraqueza, irritabilidade e dores musculares, o médico deve estar atento ao quadro geral do paciente.

O escorbuto é uma doença de difícil diagnóstico, por isso, o especialista pode também pedir exames de sangue, para conferir a dosagem de vitamina C no organismo, e análise da dieta do paciente. A partir dos testes, o médico consegue classificar o estágio da doença e qual o tratamento mais adequado.

Qual médico pode fazer o diagnóstico

Para diagnosticar o escorbuto, o paciente pode consultar:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Em geral, os médicos realizam o tratamento com o acompanhamento de um nutricionista a para avaliação e o planejamento alimentar do paciente.

Tratamento de escorbuto

O tratamento para escorbuto foca, principalmente, na reposição de 300 mg a 500 mg de vitamina C por dia, durante um a três meses (de acordo com a orientação do médico ou nutricionista).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para um tratamento eficaz, é preciso medir a necessidade de vitamina C em cada caso, a depender do estágio da doença e perfil do paciente (se é mulher, criança, homem ou gestante, por exemplo).

Tratamento natural

Além disso, a orientação principal é inserir fontes naturais de vitamina C na dieta, com o consumo de frutas cítricas, folhas verdes e legumes. Confira alguns alimentos ricos no nutriente:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Complicações possíveis

Dentre as complicações relacionadas ao escorbuto, estão doenças e outras condições causadas pela falta de vitamina C, como:

Prevenção

A melhor forma de evitar o escorbuto é consumindo alimentos que possuem vitamina C em sua composição, como frutas cítricas, folhas verdes escuras e vegetais frescos, como o tomate.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Normalmente, a dieta do brasileiro tem variedade suficiente para atingir a recomendação diária de vitamina C (que é de 75 mg/dia para mulheres e 90 mg/dia para homens). Com apenas uma ou duas porções de fruta por dia, é possível atingir o consumo ideal deste nutriente.

Confira a quantidade de vitamina C em mg por dia que cada pessoa deve consumir:

Ainda assim, uma ingestão considerada baixa em vitamina C, com cerca de 10 mg/dia, já é o suficiente para prevenir o escorbuto. Esta quantidade é encontrada em duas fatias de melancia ou um suco natural de limão ou abacaxi, por exemplo.

O escorbuto pode ser crônico, principalmente se o paciente tiver alguma doença de absorção restritiva. Mas, quando a condição é aguda, o paciente consegue recuperar-se totalmente após tratamento, atingindo a cura.

escorbuto tem cura?

O escorbuto pode ser crônico, principalmente se o paciente tiver alguma doença de absorção restritiva. Mas, quando a condição é aguda, o paciente consegue recuperar-se totalmente após tratamento, atingindo a cura.

Referências

ESCORBUTO: UMA DEFICIÊNCIA NUTRICIONAL https://biblioteca.univap.br/dados/INIC/cd/inic/IC4%20anais/IC4-9.pdf

Angelica Grecco, nutricionista do Instituto EndoVitta

Ana Luísa Vilela, médica nutróloga (CRM 125207- SP)

Alexander Gomes de Azevedo, nutrólogo

Luana Monteiro Chiatti, nutricionista da BenCorp e ClubSaúde