Dor no pescoço

Visão Geral

O que é Dor no pescoço?

A dor no pescoço é o desconforto em alguma das estruturas do pescoço. Essas estruturas incluem músculos e nervos, assim como as vértebras espinhais e os discos protetores entre elas.

Consulte também:

Causas

Uma causa comum da dor no pescoço é o esforço muscular ou a tensão. Geralmente, as atividades diárias são responsáveis pela tensão e dor no pescoço. Essas atividades incluem se curvar durante horas sobre uma mesa de escritório, ter má postura ao assistir TV ou ler, colocar o monitor do computador muito alto ou muito baixo, dormir em uma posição desconfortável ou torcer e girar o pescoço abruptamente ao fazer exercícios.

Acidentes traumáticos ou quedas podem provocar lesões graves no pescoço, como fraturas vertebrais, traumatismo em chicotada, lesões em vasos sanguíneos e até paralisia.

Adam
Meningite está entre as causas de dor no pescoço

Outras causas de dor no pescoço incluem:

  • Outras doenças, como fibromialgia
  • Artrite cervical ou espondilose
  • Ruptura de disco
  • Pequenas fraturas da coluna por osteoporose
  • Estenose espinhal (estreitamento do canal espinhal)
  • Infecção da coluna (osteomielite, discite, abscesso)
  • Câncer que afeta a coluna

Sinônimos

Dor, pescoço; rigidez no pescoço

Mais sobre Dor no pescoço

Procure ajuda médica imediatamente se:

  • Você tiver febre e dor de cabeça e seu pescoço estiver rígido a ponto de não conseguir tocar o peito com o queixo. Isso pode ser meningite. Ligue para o serviço de emergência local ou vá para o hospital.
  • Você tiver sintomas de ataque cardíaco, como falta de ar, suor, náusea, vômitos ou dor no braço ou na mandíbula.

Procure seu médico se:

  • Os sintomas não desaparecerem depois de uma semana de cuidados caseiros
  • Você tiver dormência, formigamento ou fraqueza no braço ou na mão
  • A dor no pescoço for causada por uma queda, golpe ou lesão (se não puder mover o braço ou a mão, peça para alguém ligar para 192)
  • Tiver glândulas inchadas ou um caroço no pescoço
  • Sua dor não desaparecer com doses normais de analgésicos de venda livre
  • Tiver dificuldade para engolir ou respirar juntamente com a dor no pescoço
  • A dor piorar ao deitar ou se acordar você durante a noite
  • Sua dor no pescoo for tão forte que você não puder ficar confortável
  • Você perder o controle para urinar ou evacuar

Considerações

Quando há dor no pescoço, pode ser difícil movimentá-lo, principalmente para um dos lados. Muitas pessoas descrevem isso como rigidez no pescoço ou torcicolo.

Se a dor no pescoço envolver nervos (por exemplo, espasmo muscular significativo pinçando um nervo ou um disco deslocado pressionando um nervo), você pode sentir dormência, formigamento ou fraqueza no braço, na mão ou em alguma outra parte do corpo.

Prevenção

Prevenção

Os seguintes passos podem prevenir a dor no pescoço ou ajudar a melhorar:

  • Use técnicas de relaxamento e faça exercícios regularmente para prevenir estresse e tensões indesejadas nos músculos do pescoço.
  • Aprenda exercícios de alongamento para o pescoço e a parte superior do corpo. Alongue-se todos os dias, especialmente antes e depois de fazer exercícios. Um fisioterapeuta pode ajudar.
  • Mantenha boa postura, principalmente se passar o dia todo sentado em frente a uma mesa. Mantenha as costas apoiadas. Ajuste o monitor do computador para a altura dos olhos. Isso evita que você olhe continuamente para baixo.
  • Se você trabalha no computador, alongue o pescoço aproximadamente de hora em hora.
  • Use fones de ouvido quando estiver no telefone, principalmente se atender ou usar o telefone for uma parte importante de seu trabalho.
  • Quando estiver lendo ou digitando documentos sobre a mesa, coloque-os em um suporte no nível dos olhos.
  • Avalie as condições em que você dorme. Certifique-se de que seu travesseiro sustente a cabeça e o pescoço de forma adequada e confortável. Talvez você precise de um travesseiro especial para o pescoço. Certifique-se de que o colchão seja suficientemente firme.
  • Use cinto de segurança e capacetes de bicicleta para prevenir lesões.

Diagnóstico e Exames

Na consulta médica

O médico fará um exame físico e perguntas detalhadas sobre a dor no pescoço, como com que frequência ela ocorre e qual a intensidade da dor. Outras perguntas possíveis são:

  • A dor ocorre na parte frontal, posterior ou lateral do pescoço?
  • Os dois lados do pescoço estão igualmente afetados?
  • Quando a dor apareceu pela primeira vez?
  • Dói o tempo todo ou a dor vai e volta?
  • Você consegue encostar o queixo no peito?
  • O que faz o pescoço piorar? O que faz seu pescoço melhorar?
  • Você tem fraqueza ou rigidez no pescoço?
  • Você tem outros sintomas, como dormência, formigamento ou fraqueza no braço ou na mão?
  • Você tem glândulas inchadas ou um caroço no pescoço?

Essas perguntas ajudam o médico a determinar a causa da dor no pescoço e se é provável a recuperação rápida com medidas simples como gelo, analgésicos leves, fisioterapia e exercícios adequados. Na maioria das vezes, a dor no pescoço melhora entre quatro a seis semanas usando esses métodos.

Seu médico provavelmente não pedirá exames na primeira consulta, a não ser que você tenha sintomas ou um histórico clínico que sugira tumor, infecção, fratura ou distúrbio nervoso grave. Nesse caso, os seguintes exames devem ser feitos:

  • Raios X do pescoço
  • Tomografia computadorizada do pescoço ou da cabeça
  • Exames de sangue, como hemograma completo
  • Ressonância magnética do pescoço

Se a dor no pescoço for causada por espasmo muscular ou por um nervo pinçado, o médico poderá receitar um relaxante muscular e possivelmente um analgésico mais forte. Os medicamentos de venda livre muitas vezes funcionam tão bem quanto as drogas receitadas. O médico pode receitar um colar cervical ou, se houver lesão nervosa, encaminhar você para um neurologista ou neurocirurgião para uma consulta.

Se houver suspeita de meningite, você será enviado à emergência para fazer mais exames, tomar antibióticos e ser internado.

Tratamento e Cuidados

Cuidados

Para causas menores e comuns de dor no pescoço:

  • Tome analgésicos de venda livre como ibuprofeno ou paracetamol.
  • Aplique calor ou gelo na área dolorida. Um bom método é usar gelo nas primeiras 48 a 72 horas e, depois disso, calor. O calor pode ser aplicado com duchas quentes, compressas quentes ou uma almofada térmica. Não durma com a almofada térmica ou bolsa de gelo.
  • Interrompa a atividade física normal durante os primeiros dias. Isso ajuda a acalmar a dor no pescoço e reduzir a inflamação.
  • Faça exercícios de pequena amplitude de movimento, para cima e para baixo, de um lado para o outro e de uma orelha para outra, para alongar moderadamente os músculos do pescoço.
  • Peça a alguém para fazer massagem nas áreas doloridas.
  • Tente dormir em um colchão firme e sem travesseiro ou com um travesseiro especial para o pescoço.
  • Use um colar cervical macio por um curto período para aliviar a dor no pescoço. Usar o colar por muito tempo pode enfraquecer os músculos do pescoço.

É recomendável reduzir as atividades apenas durante os primeiros dias. Depois, retome lentamente suas atividades normais. Não faça atividades que envolvam levantar muito peso ou torcer as costas ou o pescoço nas primeiras seis semanas após a dor ter iniciado. Depois de duas ou três semanas, retome lentamente os exercícios. Um fisioterapeuta pode ajudar a decidir quando iniciar exercícios de alongamento e fortalecimento e como fazê-lo.

Evite os seguintes exercícios durante a recuperação inicial para dor no pescoço, a não ser que seu médico ou fisioterapeuta permita:

  • Corrida
  • Futebol
  • Golfe
  • Ballet
  • Levantamento de peso
  • Levantar as pernas deitado de bruços
  • Abdominais com as pernas estendidas (em vez de dobrar os joelhos)

Fontes e referências

  • Gross A, Miller J, D'Sylva J, et al. Manipulation or mobilisation for neck pain. Cochrane Database Syst Rev. 2010 Jan 20;(1):CD004249.
  • Young IA, Michener LA, Cleland JA, Aguilera AJ, Snyder AR. Manual therapy, exercise, and traction for patients with cervical radiculopathy: a randomized clinical trial. Phys Ther. 2009 Jul;89(7):632-42. Epub 2009 May 21. Erratum in: Phys Ther. 2010 May;90(5):825. Phys Ther. 2009 Nov;89(11):1254-5.
  • Devereaux MW. Neck pain. Med Clin North Am. 2009;93:273-284.
  • . 2008;(3):cd006408.

    Graham N, Gross A, Goldsmith CH, Klaber Moffett J, Haines T, Burnie SJ, et al. Mechanical traction for neck pain with or without radiculopathy. Cochrane Database Syst Rev
ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

Este conteúdo ajudou você?
Sim Não