publicidade

O que é Rigidez abdominal?

Sinônimos: Rigidez do abdome

Rigidez abdominal é o endurecimento dos músculos na área da barriga, que pode ser sentido mediante toque ou pressão.

Considerações

Na presença de uma área inflamada na barriga ou abdome, a dor vai piorar com a pressão manual contra os músculos do abdome.

O medo ou nervosismo ao ser tocado (apalpado) pode causar esse sintoma, mas não haverá dor.

Se houver dor mediante o toque e você contrair os músculos para "se proteger" contra mais dor, o quadro será provavelmente causado por uma condição física no interior do corpo. O quadro pode afetar um ou os dois lados do corpo.

A rigidez abdominal pode ocorrer junto com:

Causas

  • Abscesso no abdome
  • Apendicite
  • Colecistite causada por cálculos biliares
  • Orifício que se desenvolve em toda a parede do estômago, intestino delgado, intestino grosso ou vesícula biliar (perfuração gastrintestinal)
  • Lesão ao abdome
  • Peritonite

Cuidados

A rigidez abdominal involuntária deverá sempre ser avaliada pelo médico.

PUBLICIDADE

Buscando ajuda médica

Todas as formas de rigidez involuntária e sensibilidade de rebote (a dor quando o abdome é pressionado suavemente e a pressão é liberada) precisa de atenção médica imediata, de preferência no Pronto Socorro. Uma cirurgia pode ser necessária

Na consulta médica

Provavelmente, o exame será feito no Pronto Socorro e não no consultório.

O médico realizará um exame físico. O exame físico pode incluir um exame pélvico (e possivelmente retal).

O médico fará perguntas sobre seus sintomas, como:

  • Quando começaram?
  • Quais são seus outros sintomas simultâneos? Por exemplo, você sofre dores abdominais?

Os testes diagnósticos que podem ser aplicados incluem:

  • Estudos de bário do estômago e intestinos (como Estudo radiológico GI superior)
  • Exames de sangue
  • Colonoscopia
  • Gastroscopia
  • Lavagem peritoneal
  • Estudos de fezes
  • Testes de urina
  • Radiografia do abdome
  • Radiografia do tórax

Provavelmente você não receberá nenhum analgésico até que o diagnóstico seja confirmado. Os analgésicos podem mascarar os sintomas.

Fontes e referências:

  • Bengiamin RN, Budhram GR, King KE, Wightman JM. Abdominal pain. Em: Marx JA, Hockberger RS, Walls RM, e outros, eds. Rosen''s Emergency Medicine: Concepts and Clinical Practice. 7a. ed. Philadelphia, Pa: Mosby Elsevier;2009:cap 21.

  • Postier RG, Squires RA. Acute abdomen. Em: Townsend CM, Beauchamp RD, Evers BM, Mattox KL, eds. Sabiston Textbook of Surgery. 18a. ed. Philadelphia, Pa: Saunders Elsevier; 2008: cap 45.

ADAM logo

A.D.A.M., Inc. A reprodução ou distribuição das informações aqui contidas é estritamente proibida.
As informações aqui fornecidas não poderão ser usadas durante nenhuma emergência médica, nem para o diagnóstico ou tratamento de doenças. Um médico licenciado deverá ser consultado para o diagnóstico ou tratamento de todas as doenças. Ligue para 192 em caso de emergências médicas. Os links para outros sites são fornecidos apenas a título de informação e não constituem um endosso a eles.

  • Encontre um médicoindicado por outras pessoas

    em

  • Indique um médicoe ajude outras pessoas

    Estado
    Qual o nome do seu médico?

Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Encontre médicos de confiança indicados por outras pessoas

buscar médicos

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Descubra o seu Peso ideal Saiba se seu peso atual e sua meta de
peso
são saudáveis.
ex: 75,5kg / 1,70m
 

Shopping Vida Saudável

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Você está usando uma versão antiga do seu navegador :( Para obter uma melhor experiência, atualize agora!
X