PUBLICIDADE

Sibutramina emagrece? Conheça os riscos do remédio

Especialista explica qual é a indicação médica desse remédio para emagrecer

Entre a classe de remédios para emagrecer, a Sibutramina é um dos mais populares. Ele atua no sistema nervoso central, "em uma região do cérebro responsável pelo controle da fome e da saciedade", afirma a endocrinologista Camila Luhm, membro da Sociedade Latino-Americana de Tireoide.

Esse remédio é indicado, de acordo com Camila, como terapia adjuvante dentro de um programa de controle de peso para pacientes obesos com um índice de massa corpórea (IMC) maior que 30 kg/m2. "Porém, a sibutramina é indicada apenas após uma avaliação ou decisão médica e deve ser prescrita apenas para pacientes com obesidade", acrescenta a endocrinologista Maria Helane Gurgel, do Laboratório Exame de Brasília.

Como consumir Sibutramina

"A dose aprovada pela Anvisa é de 1 cápsula de 10 ou 15 mg pela manhã, em conjunto com uma dieta com déficit calórico", afirma Camila. A dosagem, assim como a indicação do tratamento, precisa ser determinada pelo médico especialista.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Riscos da Sibutramina

A Sibutramina não pode ser usada em associação com drogas que aumentem os níveis serotonina no cérebro - isso porque há risco de síndrome serotoninérgica - assim como também não deve ser usado em crianças e adolescentes. Por fim, "a Sibutramina não deve ser usada sem a indicação médica, uma vez que pode gerar sérios problemas de caráter cardiovascular em pacientes de risco para o seu uso", ressalta Maria Helane.

Contraindicações

"Esse medicamento não é indicado para tratamento da obesidade infantil, nem para adolescentes e idosos acima de 65 anos", destaca Camila. Outras contraindicações são histórico médico de:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Efeitos colaterais

"A maior parte dos efeitos colaterais ocorre no início do tratamento com Sibutramina (durante as primeiras quatro semanas). Os efeitos, em geral, não são graves, e são reversíveis", explica Camila. Os mais comuns são:

"O mais importante é a avaliação racional por parte do médico que vai prescrever a medicação, indicando para quem realmente precisa, respeitando as contraindicações. A sibutramina não é milagrosa e não substitui dieta e exercício", finaliza Camila.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)