PUBLICIDADE

Mindfulness: o que é, para que serve e como aplicar

A técnica do mindfulness auxilia na concentração e criatividade; veja como realizar em casa

O que é Mindfulness

Mindfulness (ou "Atenção Plena", como é conhecido no Brasil) é um estado de presença, consciente e intencional. É trazer para a consciência o estado de nossas emoções, pensamentos e sensações do corpo, no momento presente e sem julgamento.

"Ou seja, é quando você consegue manter sua mente no que está acontecendo no momento. Os pensamentos virão, claro, mas você volta a sua atenção para o momento", explica a psicoterapeuta Pollyana Esteves.

Vivian Wolff, coach em desenvolvimento humano e mindfulness pelo Integrated Coaching Institute, explica que, para chegar nesse estado, existem vários métodos diferentes, sendo as práticas meditativas as mais utilizadas e efetivas se feitas regularmente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para uma meditação inicial, o mindfulness tem como objetivo dirigir a atenção para algo específico, geralmente a respiração ou o próprio corpo.

Por conta dos seus efeitos na concentração, a técnica acabou sendo adotada por diferentes redes corporativas, pelo conceito de "flow", desenvolvido pelo psicólogo Mikhail Csíkszentmihályi, que se refere a um estado mental em que você está em uma "zona" de performance ideal, bem-estar, satisfação intrínseca e foco.

Significado de mindfulness

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Um significado literal de mindfulness seria "completude mental", conforme a escrita em inglês. Entretanto, o termo costuma ser traduzido apenas como "atenção" ou "concentração". A palavra remete a um estado da mente que se caracteriza pela auto regulação da atenção para a experiência presente, numa atitude aberta, de curiosidade ampla e tolerante.

O que é o flow

O flow ("fluxo", em inglês) é um elemento essencial do mindfulness. Segundo a especialista Vivian Wolf, por meio da prática regular de atenção plena, seu cérebro se torna mais focado, prestando atenção ao que você escolhe focar, aumentando suas chances de entrar no estado de flow.

"Você já reparou que quando está fazendo seu hobby ou sua receita favorita, esquece todas as suas preocupações? A experiência é tão preenchedora por si mesma que parece que até a sensação de tempo desaparece por um momento", exemplifica Vivian. "A maioria dos prazeres em que você se envolve em flow passa a ser o momento mais relevante: o aqui-agora".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para que serve o mindfulness

Como as práticas de mindfulness atuam com força no reconhecimento do momento presente, elas costumam ser aplicadas contra o estado de ?piloto automático?, para que o indivíduo consiga aprender a manter o foco e realizar escolhas conscientes. Preocupação em excesso com o passado ou futuro também são alguns dos pontos que são trabalhados através dessa meditação.

O mindfulness também é utilizado como uma forma de aprender a reconhecer os limites do próprio corpo e a respeitar as sensações, evitando que a pessoa se prenda a um ciclo de exaustão e, em seguida, culpa pela exaustão.

Diferença entre mindfulness e meditação comum

De acordo com a psicoterapeuta Pollyanna, na meditação comum, a pessoa geralmente "ignora" os acontecimentos externos e pensamentos, mantendo a mente "vazia". Já no mindfulness, a pessoa reconhece as coisas que acontecem, sem desviar sua atenção, porque a questão está na capacidade de focar no momento presente.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outro fator que costuma ser considerado como um diferencial é que o mindfulness está mais voltado para um rigor técnico, não tendo qualquer relação com questões de espiritualidade. Ambos os métodos, no entanto, são benéficos para a saúde e o bem-estar do indivíduo.

Técnicas de mindfulness

Para começar a praticar o mindfulness, Pollyana recomenda escolher um local calmo onde você possa sentar ou deitar e ninguém vai te incomodar. Em seguida, coloque uma música suave e fique o tempo que preferir (a partir de 5 minutos) repetindo uma palavra só. Sempre que a sua mente "fugir", você volta sua atenção ao que estava fazendo.

A terapia cognitiva, formulada pelos psicoterapeutas Mark Williams, John Teasdale e Zindel V. Segal, em 2001, segue uma programação de 8 semanas, seguindo diferentes modalidades de meditação que buscam o reconhecimento do momento. Conheça algumas das técnicas de mindfulness desenvolvidas por eles:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como fazer a meditação mindfulness

1 - Atenção plena do corpo

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

2 - Meditação de exploração do corpo

3 - Meditação do movimento atento

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4 - Meditação dos "sons"

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Benefícios do Mindfulness

Fontes

Pollyana Esteves - psicoterapeuta

Vivian Wolff, coach especialista em mindfulness

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)