PUBLICIDADE

Ter livros em casa eleva o nível da educação das crianças

A relação independe de fatores socioeconômicos e culturais de cada país

Os pais que têm livros em casa aumentam o nível de educação que seus filhos irão atingir, independentemente dos fatores sociais ou da cultura de cada país. Essa conclusão foi feita por um estudo Universidade de Nevada, nos EUA, que analisou 70 mil casos em 27 países e levou 20 anos para ser concluído. A pesquisa da Universidade de Nevada , auxiliada pela Universidade da Califórnia e Los Angeles e pela Universidade Nacional Australiana, foi o maior e mais abrangente já realizado sobre o que influencia o nível de educação que a criança alcançará ao longo da vida.

Durante anos, os educadores pensavam que as pessoas que atingiam altos níveis de educação tinham os pais altamente qualificados. Mas, surpreendentemente, este estudo mostrou que também faz diferença quando a criança é criada em um lar sem livros ou criada em um lar com uma biblioteca com 500 livros, por exemplo.

Os dois fatores, pais alfabetizados (com cerca de 3 anos de ensino) ou com formação universitária (de 15 a 16 anos de escolaridade) e ter um número considerável de livros em casa, impulsiona em média 3,2 anos adicionais de educação para a criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A autora e coordenadora do estudo, Mariah Evans, estava particularmente interessada em descobrir maneiras de beneficiar a educação de filhos de pais com menor grau de escolaridade. "Que tipos de investimentos deveríamos estar fazendo para ajudar essas crianças chegar à frente? Os resultados deste estudo indicam que a obtenção de alguns livros em suas casas é uma forma barata de ajudar essas crianças a ter sucesso", afirma a pesquisadora.

Ela ressaltou ainda que quanto mais livros os pais conseguirem agregar na biblioteca melhor, no entanto, tendo apenas 15 ou 20 exemplares em casa já há um impacto significativo sobre a propulsão do filho para maior nível de escolaridade.

O estudo mostrou, ainda, que não importa a condição socioeconômica dos pais (se são ricos ou pobres) e a condição cultural do país, ter livros em casa agrega vantagens em qualquer circunstância. Na China, por exemplo, com 500 livros em casa, as crianças adquirem 6,6 anos a mais de educação. Já nos Estados Unidos, o efeito é de 2,4 anos, porém ainda constitui uma vantagem significativa.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Os pesquisadores ficaram impressionados com o forte efeito que ter livros em casa tinha sobre a realização educacional das crianças, mesmo além de fatores como nível de escolaridade e ocupação dos pais, PIB e sistema político do país.