Como voltar a tentar engravidar após um aborto?

Investigar a causa do aborto é essencial para definir o período para uma nova tentativa

O aborto, apesar de ser a intercorrência obstétrica mais comum, uma vez que pode ocorrer em 20% das gestações, não é fácil. Após o acontecimento, procure não se culpar e lembre-se que é possível contar com ajuda médica para entender a causa e tentar uma nova gestação.

Com um possível motivo desvendado fica mais fácil aconselhar e minimizar os riscos de uma nova ocorrência. Até porque, uma mulher que sofre um aborto espontâneo passa por um processo de perda necessitando de apoio familiar e psicológico.

Portanto, trabalhar essa questão emocional também é essencial para a retomada das tentativas. "Essa é uma dor incalculável que pode exigir um período ainda maior para uma nova tentativa, sendo importante buscar grupos de apoio ou uma ajuda especializada para superar essa perda", esclarece Gustavo Ventura, obstetra do Hospital São Luiz Itaim, de São Paulo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por outro lado, não há um consenso sobre o tempo ideal para se tentar uma nova gravidez, pois isso pode depender do motivo que o provocou, além do tempo dessa gestação.

"É possível afirmar que 50 a 70% das perdas gestacionais antes de 12 semanas tem causa genética. Nesse caso, é fundamental constatar que após um sangramento ou mesmo uma eventual curetagem, não existem restos de abortamento retidos. E então, a mulher já está liberada para uma nova tentativa após uma menstruação posterior espontânea", diz Patrícia Toniolo Varella Costa, ginecologista e obstetra pela Universidade Federal de São Paulo (USP).

Já Gustavo Ventura sugere aguardar até três meses para avaliar o porquê desse aborto, afinal, vários fatores podem levar ao aborto, dentre eles pode-se considerar alterações genéticas, uterinas, fatores hormonais ou imunológicos, infecções e até fatores sem causa aparente. "É essencial que uma investigação do motivo do aborto seja realizada antes de uma nova tentativa para que diminua a chance de uma recorrência", informa o médico.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para afastar os fatores que podem ter levado ao aborto, exames complementares podem ser solicitados ao casal, caso da avaliação hormonal, imunológica, infecciosa e genética, bem como exames de imagem para avaliação do sistema reprodutor feminino.

Além disso, Neiva Salmeron, enfermeira obstétrica na Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), alerta que "alguns hábitos de vida podem contribuir para o aumento da chance de aborto, como fumar, beber, consumir cafeína em exagero e uso indiscriminado de anti-inflamatórios aumentam esse risco".

Exames e mudanças importantes para uma nova tentativa

Durante o processo de uma nova tentativa de gravidez, algumas etapas são importantes, caso dos exames e, às vezes, mudanças do estilo de vida. Veja as principais solicitações:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por fim, é importante lembrar que você deve respeitar o seu tempo e não ter medo de buscar ajuda médica.