PUBLICIDADE

Sapinho: causas, sintomas e como tratar

Candidíase oral pode ser transmitida durante o parto. Veja como tratar em bebês

O que é sapinho?

Sapinho é o nome popular que se dá à candidíase oral ou monilíase oral, que nada mais é do que uma infecção na região da boca.

De acordo com o infectologista Paulo Olzon, especialista da Unifesp, esta infecção é muito comum em crianças em idade de berço, ou seja, com menos de um ano de idade. Também pode acometer pessoas com doenças que causam baixa imunidade.

Causas

O sapinho é causado pelo fungo Candida albicans quando se acumula na boca. Uma forma de contágio comum em bebês é por meio do parto, quando a mãe tem candidíase vaginal e não tratou durante o pré-natal.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sendo assim, os fungos são transmitidos ao bebê no momento em que ele passa pelo canal vaginal, durante o parto normal.

Além disso, a infecção também pode ocorrer em:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Relação da chupeta com sapinho

Existe uma relação de sapinho com o uso de chupeta pela criança, por ser fonte de reinfecção. Isso porque, segundo a infectologista Elisa Miranda Aires, especialista da da DaVita Serviços Médicos, é possível contrair sapinho por meio da utilização de objetos mal lavados, como no caso de chupetas e bicos de mamadeiras.

Sintomas

Foto: Shutterstock / Sapinho em bebês
Foto: Shutterstock / Sapinho em bebês

Os principais sintomas de sapinho são:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A pediatra Lílian Cristina Moreira, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, explica que quando as manchas brancas são removidas é comum a mucosa abaixo apresentar vermelhidão intensa e até sangramento.

Diagnóstico

O diagnóstico de sapinho em bebês é feito pelo pediatra e em adultos pelo infectologista. Raramente é necessário colher material para análise laboratorial.

Portanto, o exame é físico e consiste no médico analisar a infecção na boca do paciente para prescrever o diagnóstico e tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamentos

O tratamento da candidíase oral em bebês é feita com higiene oral e uso de antifúngico tópico. A pomada indicada pelo médico deve ser colocada apenas na região afetada da boca.

Já para tratar a infecção em adultos é indicado fazer bochechos e deglutição de nistatina quatro vezes por dia durante uma semana. De acordo com a infectologista Elisa Aires, se não houver melhora do quadro, o tratamento segue com antifúngico oral no período de sete a 14 dias, indicado pelo médico. Além de boa higiene bucal, é necessária a suspensão do cigarro, bebidas alcóolicas e alimentos açucarados.

Prevenção

"O aleitamento ao seio materno é fundamental para a criança ter uma flora intestinal equilibrada e manter o sistema imunológico competente, o que evita o surgimento desta doença", ressalta a pediatra Lílian.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

É importante manter chupetas, mamadeiras e talheres dos bebês sempre higienizados. Além disso, não é recomendado usar antibióticos e medicamentos corticoides sem indicação médica.

Referências