PUBLICIDADE

Soja substitui mesmo a carne vermelha?

Descubra a resposta para esta e outras dúvidas sobre o grão mais pop da atualidade

Você cruza com os alimentos à base de soja em diversas prateleiras dos supermercados. Tanta variedade faz você acreditar que está na hora de investir na leguminosa, sempre tão bem recomendada.

Realmente o grão esbanja na oferta de benefícios. Alguns mitos, no entanto, rondam a soja e podem criar falsas expectativas nos consumidores. A fim de te ajudar a reconhecer e aproveitar todas as vantagens da leguminosa, sem enganos, a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella, desvenda os mitos e verdades sobre ela. Confira o que não passa de boato e o que verdadeiramente caracteriza a soja.

A soja pode substituir a carne vermelha. A informação é verdadeira, desde que seu cardápio não seja monótono. Roberta esclarece que a soja é uma leguminosa rica em proteínas. As proteínas da soja apresentam todos os aminoácidos classificados como essenciais, aqueles que devem ser obtidos pela alimentação . Entre esses aminoácidos, a nutricionista cita histidina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, treonina, triptofano e valina.

Apesar de a quantidade de aminoácidos fornecida ser semelhante à da carne vermelha, a absorção dos nutrientes tende a ser menor. Isso acontece por causa da parede celular que a soja apresenta, dificultando a digestão. Mas, cozinhando o grão, o problema está resolvido , dá a dica para um melhor aproveitamento da soja.

Se a idéia é substituir totalmente a proteína da carne, a especialista do Minha Vida aconselha a variar os pratos. Conte com os grãos de soja, mas não deixe seus derivados, feijão, lentilha, grão de bico, nozes e castanhas de lado. Eles são outras boas fontes de proteínas , completa.

Apesar de seu valor nutricional, a soja não agrada a muitos paladares.
Um engano que já faz parte do passado. Diante da variedade dos alimentos à base do grão distribuídos pelas prateleiras dos mercados, é difícil não encontrar um que agrade o seu paladar.

Para quem é do time que não tem boa aceitação da leguminosa, Roberta recomenda preparos variados, mascarando o sabor característico que ela possui. "Também já é possível encontrar bebidas à base de soja em diversos sabores, como morango e chocolate", incentiva.

A nutricionista lembra ainda que, muitas vezes, a barreira contra determinado alimento é criada sem ao menos tentar prová-lo. De acordo com ela, driblar o problema é simples: basta investir em novos sabores, tornando a alimentação adequada e equilibrada.

A digestão da soja é difícil.
Nada disso. A soja é um alimento fonte de carboidratos, proteínas e fibras, além de apresentar baixa quantidade de gorduras. Portanto, ela não é considerada um alimento de difícil digestão , defende a responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella.

O que pode prejudicar a digestão das proteínas é a parede celular apresentada pela soja. A nutricionista garante, no entanto, que o fato não justifica a não inserção do alimento nas refeições diárias, já que o inconveniente pode ser evitado com o cozimento do grão.

As isoflavonas presentes na soja aplacam a menopausa.
Não é bem assim. A soja realmente é uma aliada das mulheres que desejam amenizar os sintomas da menopausa. O grão realiza tal tarefa por conter isoflavonas em sua composição. Esses componentes são conhecidos como fitoestrógenos, atuando de forma semelhante ao estrógeno produzido pelas mulheres.

Consumindo fitoestrógenos, portanto, sintomas como ondas de calor, sudorese, insônia e irritabilidade são minimizados. Roberta lembra que a ingestão da leguminosa pode servir como medida preventiva, caso seja feita em todas as idades.

Mas isso não significa que a ingestão de soja represente todo o tratamento que a mulher necessita nessa fase da vida. Somente um ginecologista pode orientar sobre a necessidade de reposição hormonal , frisa Roberta.

Homens também podem desfrutar das vantagens da soja.
Embora não exista nenhum estudo conclusivo sobre o efeito das isoflavonas presentes na soja contra as doenças masculinas, como o câncer de próstata, os homens não têm motivos cortar a leguminosa no prato. Pelo contrário, o consumo de alimentos à base de soja ajuda a ala masculina a atingir a recomendação diária de proteínas.











NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)