PUBLICIDADE

Consumo de fast food aumenta risco de depressão

Chances de desenvolver o transtorno chega a ser até 51% maior

Ingerir com frequência fast food e alimentos típicos de padaria, como croissants e bolos, pode afetar negativamente a saúde mental de um indivíduo. A afirmação é baseada em um estudo que envolveu quase nove mil participantes e foi publicado no periódico Puclic Health Nutrition. Os autores sugerem uma ligação entre o hábito e o aparecimento de sintomas típicos da depressão.

A pesquisa, desenvolvida pela University of Las Palmas e pela University of Navarra, na Espanha, acompanhou durante cerca de seis meses 8.964 pessoas que nunca haviam sido diagnosticadas com depressão e que nunca tinham tomado antidepressivos. Após esse período, 493 foram diagnosticadas com depressão ou começaram a tomar esse tipo de medicamento. Foi observada, então, uma relação entre o consumo de fast food e a incidência do transtorno.

Os resultados mostraram que ingerir alimentos gordurosos pode aumentar em até 51% o risco de desenvolver depressão. Além disso, os pesquisadores observaram que pessoas que consomem mais esses produtos estão mais propensas a ser sedentárias, comer menos frutas, fumar e trabalhar mais de 45 horas por semana. Os alimentos tradicionais de padarias também apresentaram risco à saúde mental dos consumidores, mas menos significativos do que o fast food.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo a coordenadora do estudo, outras pesquisas são necessárias para tornar os resultados mais concretos. Ainda assim, a análise já é um alerta para que as pessoas diminuam o consumo de alimentos calóricos e pouco nutritivos, como os apontados na pesquisa.

Aprenda a consumir fast food sem afetar sua dieta

Depois de dar a largada à dieta, o jeito é fugir não só das tentações, mas também das situações sociais onde elas se encontram. Você esquece a cafeteria na esquina do trabalho, deixa para trás as apetitosas refeições rápidas que os restaurantes fast food oferecem e cancela os jantares na sua pizzaria favorita. Por uma semana. Depois disso, a culpa por deixar os amigos no escanteio começa a apertar, as escapadinhas vão se repetindo e, quando percebe, o regime já desceu alçapão abaixo. Pois saiba que tais hábitos não precisam ser totalmente excluídos da sua rotina e nem as delícias têm de sumir do seu cardápio.

A responsável pela equipe nutricional do Minha Vida, Roberta Stella, montou 5 dicas que podem ser colocadas em prática nas cafeterias, lanchonetes e pizzarias e provou que é fácil cortar as calorias mesmo nos restaurantes onde isso pareceria completamente inviável. Confira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

1. Nas lanchonetes de sanduíches já é possível encontrar opções saudáveis. Saladas com grelhados e um suco é uma ótima opção. Fuja da batata frita, nuggets e sanduíches, carnes e crispy. Optar pelas saladas faz a quantidade de calorias da refeição despencar, se comparada com a da combinação sanduíche e batata frita.

2. Nas pizzarias, opte por recheios magros, evitando queijos, calabresa, bacon. Para beber, vá de suco natural. Se não resiste a uma bebida alcoólica, opte por uma taça de vinho tinto.

3. Escolha sempre pela menor porção, evitando as porções grandes de acompanhamentos. Na pizzaria, fique com a massa fina e descarte a massa grossa. Com borda recheada, então, é melhor ficar distante.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

4. Nas cafeterias, evite os pãezinhos de queijos. Se for irresistível, fique com uma unidade de pão de queijo médio. Outra opção são os salgados assados. Croissant, empadas, massa folhada devem ser evitados. Para economizar mais calorias, o tradicional café expresso com adoçante ou, se preferir, um suco natural.

5. Para a sobremesa, evite os sorvetes, tortas ou bolos. A salada de fruta, além de ser docinha, dá muitos nutrientes ao corpo como vitaminas e minerais. E quase nada de gorduras.