PUBLICIDADE

Leite desnatado não evita ganho de peso entre crianças

Estudo sugere que adoção de leite integral pode ser mais eficiente no controle do peso

Um estudo da Universidade de Virginia, nos Estados Unidos, mostrou que o consumo do leite desnatado na infância pode não evitar o ganho de peso ou a obesidade infantil. Os resultados foram divulgados no dia 18 de março no periódico Archieves of Disease in Childhood.

Para saber de que forma o consumo do leite afeta o ganho de peso em crianças, os pesquisadores selecionaram 10.700 participantes, que foram examinados duas vezes: quando tinham dois e quatro anos de idade. Os pais dessas crianças relataram se elas costumavam beber leite desnatado, semi-desnatado, integral ou de soja. Eles também informaram a equipe sobre outros hábitos alimentares de seus filhos.

Após avaliar os dados, os autores descobriram que um terço das crianças apresentou sobrepeso ou obesidade em algum dos momentos da análise. A prevalência de consumo de leite desnatado foi maior entre crianças acima do peso, e a de consumo de leite integral, entre as de peso normal. Trocar o leite da criança pelo desnatado não parece influenciar na manutenção do peso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, os pesquisadores observaram que a prevalência do consumo de leite desnatado foi maior entre crianças acima do peso. Entre as crianças que apresentavam obesidade ou sobrepeso aos dois anos de idade, 14% costumavam beber leite desnatado, enquanto a bebida era consumida por apenas 9% das crianças da mesma faixa-etária que tinham peso normal. Aos quatro anos, essa prevalência foi de 16% entre crianças acima do peso e de 13% entre as de peso normal. Por outro lado, as crianças com sobrepeso ou obesidade bebiam menos leite integral, que tem maior teor de gordura, do que crianças com peso normal. Os cientistas não encontraram diferenças significativas na média da tendência de ganho de peso entre crianças que bebiam leite desnatado, semi-desnatado ou integral.

Os pesquisadores acreditam que uma possível explicação seja o fato de a gordura presente no leite integral provocar maior saciedade, o que pode diminuir o apetite das crianças por outros alimentos calóricos e ricos em gordura. Segundo os cientistas, as recomendações de controle de peso em crianças deveriam dar mais atenção ao tempo da criança em frente à televisão, aos níveis de atividade física e a seu consumo de vegetais, em vez de enfatizar a substituição do leite pelo desnatado.

Hábitos diários previnem a obesidade infantil

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo com a nutricionista chefe da equipe Dieta e Saúde, Roberta Stella, é função dos pais oferecer uma dieta balanceada a seus filhos. "Desde cedo as crianças devem aprender que comer pode ser saudável e divertido", explica. Conheça a seguir 16 hábitos que ajudam as crianças a ter uma alimentação mais saudável, diminuindo as chances de desenvolver a obesidade infantil:

Hora certa de comer - Getty Images
Hora certa de comer - Getty Images

A criança deve comer cinco ou seis refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) em locais apropriados e horários pré-estabelecidos.

Guloseimas - Getty Images
Guloseimas - Getty Images

As guloseimas não devem ser proibidas, mas sim oferecidas em porções controladas, por exemplo, um pacotinho com três bolachas recheadas. Não se esqueça de não deixar as guloseimas ao alcance da criança.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Doces - Getty Images
Doces - Getty Images

Evitar consumo excessivo de salgadinhos, frituras, refrigerantes, doces e guloseimas em geral, limitando o uso destes a 1x/semana no máximo.

Legumes e crianças - Getty Images
Legumes e crianças - Getty Images

Sempre tenha em casa legumes, verduras, salada, frutas, iogurtes, cereais matinais e sucos naturais.

Refeições fracionadas - Getty Images
Refeições fracionadas - Getty Images

Ajude as refeições fracionadas a virar rotina do seu filho, diminuindo assim o volume dos alimentos ingeridos nas refeições principais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saladas - Getty Images
Saladas - Getty Images

Estimule o uso de saladas cruas. Para torná-la mais atrativa acrescente complementos como kani kama, atum ou queijos magros. Uma boa dica é montar pratos de saladas bem coloridos e variados, ou seja, que sejam atrativos para as crianças.

Produtos integrais - Getty Images
Produtos integrais - Getty Images

Passe a usar mais produtos integrais, diminuindo a quantidade dos refinados.

Comer bebendo suco - Getty Images
Comer bebendo suco - Getty Images

Substitua os refrigerantes por sucos naturais e não deixe que a ingestão de líquidos junto às refeições, seja maior que 250 ml.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Açúcar em bebidas - Getty Images
Açúcar em bebidas - Getty Images

Procure não adoçar sucos, deixe que a criança crie o hábito em não precisar deste complemento nada saudável ao suco.

Doces como recompensa - Getty Images
Doces como recompensa - Getty Images

Nunca use doces e guloseimas como recompensas.

Comer vendo TV - Getty Images
Comer vendo TV - Getty Images

Evite que as refeições sejam feitas em frente à TV ou computador.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Repetir o prato - Getty Images
Repetir o prato - Getty Images

Não insista que a criança raspe o prato, caso já esteja satisfeita e evite o hábito de repetir mais um pouquinho.

Elogie seu filho - Getty Images
Elogie seu filho - Getty Images

Elogie seu filho ao perceber que ele está levando a sério sua nova maneira de se alimentar. Também ofereça prêmios a cada nova conquista! (Mas o prêmio não pode estar ligado a alimentos).

Quantidade de alimentos - Getty Images
Quantidade de alimentos - Getty Images

Diminua gradativamente a quantidade de alimentos, se esse for o motivo do ganho de peso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Fast food saudável - Getty Images
Fast food saudável - Getty Images

Se for comer em fast-foods (no máximo uma vez por semana), ajude seu filho a escolher opções saudáveis. Por exemplo, um suco de fruta no lugar do refrigerante. Ou comida japonesa em vez da pizza e do hambúrguer.

Criança no supermercado - Getty Images
Criança no supermercado - Getty Images

Leve a criança ao supermercado ou hortifruti para que desperte a vontade e escolha opções saudáveis de alimentos.