PUBLICIDADE

Andador ameaça a segurança dos bebês

Nos EUA, acessório é responsável por 20 mil atendimentos a cada ano

Bebê no andador - Getty Images
Bebê no andador - Getty Images

As polêmicas que rondam o acessório são grandes. E ainda existem pais e educadores que não veem perigo na utilização do andador. Mas, de acordo com fisioterapeutas e pediatras, o brinquedo pode ser um grande inimigo da saúde e bem-estar das crianças. Há pelo menos um caso de traumatismo para cada três crianças que usam o andador, segundo a Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul.

"Os pais ficam muito ansiosos para presenciar os primeiros passos do bebê, mas não há uma idade exata para isso acontecer", explica o pediatra Moisés Chencinski, homeopata e autor do livro "Gerar e Nascer Um Canto de Amor e Aconchego". O ideal é que a criança possa iniciar seus primeiros passos entre os nove e os 18 meses. "Cada criança apresenta seu ritmo e isso depende de desenvolvimento neuropsicomotor adequado, bem como de uma nutrição favorável e estímulos próprios para isso, sendo dispensável o uso de andador", aponta o profissional.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Bebê caminhando sem andador com a mãe - Getty Images
Bebê caminhando sem andador com a mãe - Getty Images

O principal problema dos andadores está relacionado ao número de acidentes que ele provoca. "Os andadores, apesar de serem conhecidos há muito tempo e de, supostamente, estimularem o andar nas crianças, não representam um método seguro e adequado para esse desenvolvimento", explica Moisés Chencinski. "Nos Estados Unidos, onde existem pesquisas mais sérias sobre o assunto, o índice é de quase 20.000 atendimentos infantis por ano em pronto-socorros causados por andadores", alerta.

"Os bebês, quando resolvem dar os primeiros passinhos, o fazem mesmo sem o uso do andador", afirma o pediatra. O andador não estimula criança nenhuma a andar. É apenas uma comodidade para os pais, já que eles não precisam ficar constantemente ajudando a criança a andar. Quando o bebê quiser e estiver pronto para os primeiros passos ele se apoiará nas grades do berço, nos sofás, nas mãos dos familiares... "Nenhum modelo de andador é seguro", frisa Moisés.

Perigos para articulações

Você já deve ter ouvido falar que os andadores sugerem problemas na coluna e nos joelhos da criança, mas Moisés Chencinski explica que isso só acontece em casos especiais. "Problemas desse porte só acontecem quando a criança é exposta a condição dos andadores por muitas horas", afirma o pediatra. "O uso normal do acessório não costuma causar esses problemas, mas quando a criança já apresenta algum problema, o quadro pode piorar."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Estimulando os primeiros passos

Mesmo sabendo que é preciso respeitar o tempo das crianças, os pais não se aguentam de ansiedade para ver os pequenos andando por aí. E essa é a fase mais importante na vida da criança, em busca da independência, da liberdade e da autonomia. De acordo com o pediatra, é possível estimular essa etapa sem precisar de andadores: "Ofereça apoios seguros, em locais mais lisos - diminuindo a chance de tropeçar -, porém não escorregadios, com calçados apropriados para proteger os pés e permitir o equilíbrio".