PUBLICIDADE

Jovens que entram na faculdade costumam praticar menos atividade física

Queda no índice de exercícios chega a 24%

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A prática regular de exercícios físicos parece cair conforme os jovens entram na faculdade, de acordo com novo estudo da McMaster University, no Canadá. Os resultados aparecem no American Journal of Preventive Medicine.

A pesquisa, baseada no Statistics Canada's National Population Health Survey, acompanhou 683 adolescentes canadenses dos 12 aos 15 anos, que foram entrevistados duas vezes ao ano até que completassem 24 a 27 anos.

Os níveis de atividade física foram medidos com base no total de energia gasta durante atividades de lazer, o que inclui o caminho de casa para a universidade. O período medido foi de três meses, durante a transição da adolescência para o início da idade adulta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao final da análise, descobriu-se uma queda de 24% na atividade física da adolescência (a partir dos 12 anos de idade) até o começo da vida adulta. Os homens demonstraram uma queda maior do que as mulheres. Elas mostraram apenas 1,7% de queda em seus níveis de atividade física, mas foram menos ativas durante o ensino médio.

Os estudiosos também examinaram outros comportamentos de risco, como fumar e ingerir bebidas alcoólicas. Enquanto estes hábitos aumentam durante a adolescência, na idade adulta, em contrapartida, eles diminuem. Para os pesquisadores, isso acontece porque, quando mais maduras, essas pessoas podem diminuir hábitos que prejudicam a saúde.

Jovens tendem a engordar 7 quilos, em média, após ingresso na universidade

Na época da faculdade, é comum ter que comer na correria entre uma aula e outra, churrasco com a turma no final de semana, encontro em barzinhos e o efeito disso tudo: quilos a mais na balança ao final do mês. Quer dizer que fazer universidade engorda? Pelo menos é o que indica os estudos sobre a obesidade entre pessoas de nível universitário realizados pela Fundação Robert Wood Johnson, nos Estados Unidos. A pesquisa mostra que universitários engordam até 7 quilos durante a vida acadêmica. Álcool, alimentação gordurosa e hábitos nada saudáveis são as principais causas do ganho de peso.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Foram observados universitários de todos os semestres da graduação. Após o final dos estudos, os pesquisadores constataram que o aumento de peso é maior no primeiro ano. Segundo eles, a euforia pela conquista, a adaptação à nova rotina e a ansiedade em relação aos próximos anos na universidade levam os jovens a desenvolverem hábitos como a substituição de refeições por enlatados e fast food, ingestão de bebidas alcoólicas em excesso, poucas horas de sono em função de festas e estudos na madrugada, além de sedentarismo.

Cerca de 17% dos estudantes do primeiro ano concluíram o período pesquisado com um aumento do peso de três quilos e meio. Já os do segundo ano tiveram um aumento de um quilo e meio. Os estudantes do último ano apresentavam, em média, 7 quilos a mais do que quando ingressaram na universidade.

Existem também diferenças substanciais entre os sexos nas tendências para engordar. Os homens tendem a engordar mais do que as mulheres, porém, de maneira mais gradual, enquanto as estudantes adquirem mais peso nas primeiras semanas do semestre para em seguida manterem um equilíbrio. Os homens continuam a engordar progressivamente e tendem a permanecerem gordos após o final da graduação.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)