PUBLICIDADE

Enfermeiras escrevem carta para pais que perderam bebê

"Papai e mamãe, durante 21 semanas e 3 dias, pude sentir o quanto vocês me amam e eu também já amava vocês", diz o recado

Marcelo Augusto, estagiário de ginecologia e obstetrícia, compartilhou em suas redes sociais uma situação emocionante em que presenciou na última segunda-feira (30). De acordo com o estudante, devido a uma grave infecção, uma mãe perdeu seu bebê após 21 semanas e 3 dias de gestação.

Através de um grande ato de empatia, a equipe de enfermagem do Instituto da Mulher Dona Lindu, em Manaus (AM), escreveu uma carta para os pais do ponto de vista do bebê. "Com toda certeza essa carta não trará o filho de volta, mas amenizará bastante a dor da perda dos pais e familiares", conta Marcelo.

Confira a carta:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

"Papai e mamãe, durante 21 semanas e 3 dias, pude sentir o quanto vocês me amam e eu também já amava vocês. Sei que seriam pais excelentes. Fiquem em paz!

Nasci e voltei para o céu no dia 30/09/2019 às 14h45 horas no Instituto da Mulher Dona Lindu. E pesei 0,378 gramas. Irei no coração de vocês, aonde forem, para sempre.

Ass: Jander Gaell Rodrigues de Menezes. Com amor."

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mães que perdem o bebê na gravidez: o que fazer?

A psicóloga Carina Chagas Siviero, do Hospital Santa Cruz, afirma que a família é essencial nesse momento e que a mãe também pode tomar algumas atitudes para ajudar na superação. Entenda mais nesta matéria sobre mães que perderam o bebê.

Perda gestacional

"Mães de anjo": a dor de quem não carregou seu filho nos braços

Abortos espontâneos: entenda como suas causas são investigadas

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por que algumas mulheres não mantêm a gestação até o fim?