PUBLICIDADE

Reiki: o que é, para que serve, benefícios e como fazer

A terapia reikiana é uma técnica que busca canalizar energia para pontos vitais do corpo, conferindo bem-estar físico e mental a quem recebe

O que é Reiki?

Reiki é uma técnica considerada como terapia integrativa, em que o terapeuta (ou mestre reikiano) estende suas mãos sob partes do corpo do paciente para canalizar energia vital universal, a fim de restaurar o equilíbrio físico, regularizar suas funções vitais e equilibrar o campo mental e emocional.

O método é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e também é aplicado no Sistema Único de Saúde (SUS) do Brasil, através do projeto de Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que contempla outros tratamentos alternativos, como meditação, arteterapia, musicoterapia, tratamento naturopático e quiropraxia.

Segundo a mestre reikiana Tetê Stocco, o Reiki é o uso da energia vital universal que está disponível a todos, porém, devido às "sujeiras" energéticas provocadas por pensamentos, sentimentos, atitudes negativas e alimentação sem vida (industrializados), nossos canais (chakras) são obstruídos. Assim, a energia não entra por inteira, limitando a capacidade de auto cura.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O que é a energia vital universal?

A mestre reikiana Eliana Loesch Zacariotti explica que a energia vital é única, inteira, sem bipolaridade, não é positiva, nem negativa, mas uma combinação destas qualidades. É uma energia segura, que não pode ser manipulada, e sim aplicada a qualquer momento, em qualquer situação, tanto em si mesmo como em outra pessoa.

Para que serve o Reiki?

O Reiki funciona como uma prática integrativa para equilibrar partes do corpo físico e emocional. De acordo com a mestre Eliana Zacariotti, a sabedoria oriental explica que a energia é a base de tudo. No corpo, ela flui pelos canais energéticos, alimenta órgãos e células e regula as funções vitais.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Segundo Eliana, as doenças ou disfunções físicas, mentais e emocionais são energia fluindo de maneira errada, parada ou bloqueada. Vários fatores como estresse, sedentarismo, má alimentação, insônia, respiração inadequada, ansiedade, mágoa, apego, raiva e baixa autoestima são capazes de interferir no fluxo energético e, com isso, podem causar distúrbios físicos ou psíquicos.

Portanto, o Reiki serve para desbloquear essa energia, regulando o fluxo e, consequentemente, resgatando o equilíbrio que é preciso para ter saúde e bem-estar. Com a aplicação da energia universal no corpo, o organismo volta a funcionar de forma harmoniosa, com glândulas ativadas, sistema nervoso revitalizado e sistema imunológico fortalecido.

Benefícios do Reiki

Foto: Andrey_Popov/Shutterstock
Foto: Andrey_Popov/Shutterstock

O Reiki proporciona diversos benefícios: pode auxiliar no tratamento e prevenção de doenças e ajudar a manter a estabilidade física, mental e emocional. Nesse sentido, a principal característica do método é restaurar o equilíbrio físico da pessoa, regularizando suas funções vitais, e equilibrar os campos mental e emocional, promovendo a paz interior.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Eliane ainda indica o Reiki como terapia, pois, ao longo do tratamento, há uma expansão de consciência em que a pessoa começa a mudar pequenas coisas de seu dia a dia. Existe uma mudança de valores e o paciente começa a olhar através das dificuldades da rotina, enxergando uma nova forma de viver, mais feliz e saudável.

Dentre os problemas que o Reiki ajuda a tratar estão:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Reiki: como fazer uma sessão

Normalmente, a sessão de Reiki pode ser realizada com a pessoa deitada ou sentada. O terapeuta irá aproximar suas mãos ou tocar um ponto-chave do corpo ligado aos sete chakras principais, fazendo a transmissão de energia, a fim de restabelecer o fluxo de energético destes pontos.

A sessão dura cerca de 1 hora e, durante o período, o terapeuta passa suas mãos por pontos vitais do corpo do paciente. A terapia pode acontecer acompanhada de música relaxante ou no silêncio.

Chakras do Reiki

Foto: Asmiana/Shutterstock
Foto: Asmiana/Shutterstock

Os chakras são vórtices de energia que, quando são interrompidos ou bloqueados, podem causar problemas, doenças e distúrbios. São pontos que se localizam ao longo da coluna vertebral. Entenda cada um:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Chakra coronário: fica no topo da cabeça e controla a glândula pineal.

Chakra frontal (ou chakra cerebral): situa-se entre os olhos e controla a glândula pituitária (hipófise), cérebro, olhos e sinus.

Chakra laríngeo: localizado na garganta e está ligado à glândula tireoide.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Chakra cardíaco: situa-se no peito e está associado ao coração.

Chakra umbilical (ou plexo solar): localiza-se acima do umbigo e atua no sistema digestivo, fígado, vesícula, estômago, baço, pâncreas e intestinos.

Chakra sacro: este chakra fica na altura dos órgãos genitais e controla as glândulas e sistemas reprodutores.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Chakra básico: fica na base da espinha dorsal e está relacionado às glândulas supra renal, à coluna vertebral, medula, lombar e rins.

Além destes pontos principais, as pernas também podem receber a energização do Reiki, junto com as coxas, joelhos, tornozelos e pés.

Número de sessões

O que determina o número necessário de sessões é o grau do problema que o paciente apresenta e o comprometimento emocional dele. Algumas pessoas podem receber o Reiki uma ou duas vezes por semana, outras a cada quinze dias ou uma vez ao mês.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outros pacientes podem fazê-lo apenas em momentos emergenciais, como em decisões importantes, novos projetos, quando precisam de paz e equilíbrio para aumentar sua criatividade ou por causa de falta de energia e indisposição.

Reiki à distância

É possível ainda fazer e receber o Reiki à distância. Porém, o mestre deve ser iniciado no nível 2 para aplicá-lo, segundo os critérios da Associação Brasileira de Reiki.

Reiki pode ser associado a outras técnicas?

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como existem diversos sistemas de cura, o Reiki pode ser associado à outra técnica. Segundo Eliana, o método é complementar e a energia envolvida na cura reikiana não é polarizada, por isso, não interfere em outras terapias. Pelo contrário, ele aumenta os efeitos positivos.

O Reiki pode ser associado a:

Há contraindicação?

Não há nenhuma contraindicação para o Reiki e ele pode ser aplicado em qualquer pessoa de qualquer idade (bebês, crianças, adultos, idosos). Pode, inclusive, ser aplicado em plantas e animais.

Quem pode ser reikiano

Um dos fundamentos do Reiki é possibilitar o acesso a todas as pessoas. Todo ser vivo é portador da energia vital universal, por isso, todos conseguem iniciar o curso de Reiki.

Um mestre reikiano é aquele que estudou, se dedicou, praticou muito e atingiu o nível 3 do Reiki Tradicional. Ele possui um nível de conhecimento avançado da técnica. Portanto, ele pode ensinar e transmitir corretamente todos os ensinamentos sobre a técnica para outras pessoas.

Quais são os níveis de Reiki?

De acordo com o Reiki Tradicional, aplicado pela Associação Brasileira de Reiki e pelas mestres Eliana e Tetê, existem três níveis do método:

1º nível - é o principal, em que a pessoa aprende as premissas do Reiki e aprende a ativar a energia vital universal em si e nos outros;

2º nível - com uma técnica mais avançada, o 2º nível permite aplicar o Reiki à distância e atingir as causas de todos os males;

3º nível - foca no autoconhecimento e dá o certificado de mestre em Reiki. O praticante do terceiro nível pode também aplicar o Reiki em multidões.

O que significa a palavra Reiki

A palavra Reiki é de origem japonesa: "rei" significa energia universal e "ki" é a energia que flui de todo ser vivo. Quando unidas, elas simbolizam a energia vital universal que é utilizada pelos terapeutas.

Princípios do Reiki

Existem 5 princípios aos quais os praticantes de Reiki, ou reikianos, aderem:

Origem do Reiki

O Reiki foi fundado pelo Dr. Mikao Usui, professor universitário, nascido em Kioto, no Japão, no ano de 1865. Segundo a mestre Eliana, ele sabia que existia a energia vital universal que podia ser emanada pelas mãos, mas não entendia como.

Seguindo seu interesse pelo assunto, viajou à Índia e leu antigos escritos budistas onde encontrou a resposta. Numa escritura, estava uma fórmula em sânscrito, cheia de símbolos que, quando acionados, seriam capazes de ativar e captar a energia universal.

Apesar de ser antigo, o Reiki só chegou ao Ocidente nos anos 40, com ajuda da americana de origem japonesa Hawayo Takata. No Brasil, a prática foi introduzida em 1983 pelos mestres Dr. Egídio Vecchio e Claudete França, a primeira mestre de Reiki no país e Presidente da Associação Brasileira de Reiki.

Referências

Tetê Stocco, mestre Reiki pela Associação Brasileira de Reiki.

Eliana Loesch Zacariotti, mestre Reiki pela Associação Brasileira de Reiki.

Hospital Sírio Libanês

Terapias alternativas

Você sabe o que é medicina integrativa? Entenda melhor

Fitoterapia, homeopatia e alopatia: tire suas dúvidas

Mindfulness: saiba como incorporar a meditação no dia a dia