PUBLICIDADE

Estudo aponta novos papéis para a vitamina C na saúde

A vitamina C pode reduzir a capacidade de multiplicação de bactérias e fungos

A vitamina C é importante para o corpo, conhecida principalmente pela sua função na imunidade e no auxílio na produção de colágeno. E parece que seus proveitos não param por aí.

Um novo estudo apontou novas funções para o nutriente, tanto na saúde quanto na agricultura. A pesquisa sugere que a vitamina C também é capaz de reduzir a oxidação de proteínas existentes nas células dos seres vivos. Os cientistas fazem parte do Centro de Pesquisa de Processos Redox em Biomedicina (Redoxoma), ligado à Universidade de São Paulo (USP).

Por meio de experimentos em laboratório, os pesquisadores encontraram indícios de que a velocidade da reação desse processo de oxidação de proteínas é mais frequente quando as células estão em locais com altas concentrações de vitamina C, como nas plantas, por exemplo.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Na saúde, os resultados desse estudo poderão ser usados em fórmulas para reduzir a capacidade de se multiplicar de bactérias e fungos.

Novas funções da vitamina C

Segundo o professor Luis Eduardo Soares Netto, do Instituto de Biociências (IB) da USP, os resultados do estudo apontam novos papéis para a vitamina C na saúde.

Em bactérias, por exemplo, há uma enzima que só pode ser reduzida através do ascorbato, forma ionizada da vitamina C (ácido ascórbico).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Para Soares Netto, esse processo pode ser relevante para saúde, ajudando a desvendar novos mecanismos associados com capacidade destas bactérias se multiplicarem e gerarem doenças. "Dessa forma, a redução pode contribuir também para entender os processos ligados à virulência de fungos", conclui.

Ele ainda lembra que o consumo de vitamina C é responsável por vários processos no organismo, como a síntese de colágeno e a redução de proteínas.

"Obter vitamina C através da alimentação não tem efeitos colaterais", ressaltou o professor, para o Jornal da USP, que completa: "Já quando isso é feito por meio de suplementos, é preciso cuidado".

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como foi feito o estudo

A pesquisa analisou, através de experimentos realizados em laboratório, oxidações que acontecem com proteínas que contêm tióis. "O produto dessa oxidação é o ácido sulfênico", explicou o professor.

Através de testes feitos pelos pesquisadores, foi apontado que a vitamina C reverte esse processo de oxidação das proteínas, com o ácido sulfênico voltando a sua forma original, os tióis.

"Esses tióis voltam a ter a capacidade de impedir a oxidação de moléculas existentes nas células, como o DNA e os lipídios da membrana celular", conclui o professor Soares Netto.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Saiba mais

Vitamina C para coronavírus: entenda qual o impacto na imunidade

Qual a real importância da vitamina C?

Conheça sete benefícios da vitamina C para a sua saúde

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)