PUBLICIDADE

Abdômen inchado: tratamentos e causas

Visão Geral

O que é Abdômen inchado?

Abdômen inchado, também chamado de distensão abdominal, é quando a área da barriga fica maior do que o normal. A pessoa sente que sua região abdominal está desconfortavelmente cheia.

PUBLICIDADE

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O inchaço na região do abdômen é um problema comum e afeta de 10 a 30% dos adultos. Além disso, o inchaço abdominal pode interferir na capacidade de uma pessoa trabalhar e participar de suas atividades sociais.

Causas

O inchaço abdominal, ou distensão, é mais frequentemente causado por comer em excesso do que por doenças graves. No entanto, o abdômen inchado pode ser causado por:

O abdômen inchado também pode ser sintoma de um problema mais grave, como ascite, doença hepática, insuficiência renal aguda, insuficiência renal crônica, insuficiência cardíaca, doença celíaca, intolerância ao glúten, câncer de ovário e insuficiência pancreática.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Últimas perguntas sobre Abdômen inchado

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Procure ajuda médica se:

Na consulta médica

Entre as especialidades que podem diagnosticar abdômen inchado estão:

Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:

O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Tratamento e Cuidados

Medicamentos para Abdômen inchado

Um abdômen inchado pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Os medicamentos mais comuns no tratamento do abdômen inchado são:

Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Referências

Ministério da Saúde