PUBLICIDADE

Quem corre vive mais e tem menos chances de sofrer com doenças degenerativas

Uma hora de treino, três vezes por semana, ainda evita o câncer e males do coração

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Se você anda pensando em correr para perder peso e ganhar saúde, agora tem um motivo extra para calçar o tênis e começar as passadas: o esporte aumenta a longevidade de quem o pratica com regularidade, afirma um estudo da Universidade de Stanford (Estados Unidos).

Os pesquisadores identificaram que a corrida diminui não só a incidência de problemas cardiovasculares. Ela também protege o corpo contra o câncer e doenças degenerativas, como o Alzheimer. Desde 1984, os especialistas acompanharam a rotina de 440 pessoas com idades a partir dos 50 anos: elas corriam, pelo menos, 200 minutos (pouco mais de três horas) por semana. Em 19 anos de coleta de informações, 15% dos pacientes que corriam morreram. Entre os sedentários, este número foi de 34%.

Nas conclusões, o trabalho sugere que qualquer outro exercício de impacto semelhante (como bicicleta, caminhada ou natação) traria resultados semelhantes, desde que praticado regularmente. Outro dado ressaltado é a importância de tornar as atividades físicas um hábito: quem fez isso desde cedo chegou aos 70 anos mantendo os treinos e mais resistente às lesões e aos efeitos da fadiga.

O ideal para quem está começando é correr em dias alternados, de três a quatro vezes por semana , afirma a personal trainer do MinhaVida, Valéria Alvim. Ela informa que o tempo também pode variar de acordo com o condicionamento físico do aluno, as necessidades e os objetivos dele. Mas é possível ter benefícios com 30 a 60 minutos a cada prática. Em todos os casos, entretanto, a musculação e os alongamentos são essenciais para dar um bom suporte ao corpo, além de ajudar a melhorar a performance na corrida