PUBLICIDADE

7 sinais de que há algo errado com sua dieta

Mau humor, desejo muito grande por um alimento e tontura são alguns dos sintomas de que há problemas na dieta

Quando a dieta não vai bem, seu corpo sente e dá sinais de que há problemas. "Seu organismo reage a uma situação de estresse e então você pode ficar irritado, com tontura, entre outros", explica o médico nutrólogo José Alves Lara, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Por isso, é essencial sempre realizar uma dieta com orientação de um profissional, médico nutrólogo, endocrinologista ou nutricionista. Assim evita-se erros comuns que afetam o seu corpo, como: cortar um macronutriente, cortar um determinado alimento e reduzir demasiadamente a quantidade de calorias. "Toda vez que você baixa a quantidade de calorias para menos de 1200, seu corpo vai começar a sentir alguma coisa e a dar sinais", alerta Lara.

Mau humor

Entenda por que o mau humor é sinal de que a dieta não vai bem - Foto: Getty Images
Entenda por que o mau humor é sinal de que a dieta não vai bem - Foto: Getty Images

Mau humor e irritabilidade são sinais comuns de que há problemas na sua dieta. "Isso pode ocorrer devido à restrição das calorias ingeridas e pelo baixo consumo de alimentos fonte de carboidrato, como, por exemplo, pão, batata, massa, macarrão, mandioca e outros", diz a nutricionista Marina Solis, da Clínica MOVE. Isto ocorre porque a diminuição do consumo de carboidratos pode afetar a produção de serotonina, um neurotransmissor capaz de influenciar o humor e o bem-estar dos indivíduos.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A melhor maneira de evitar a irritabilidade durante a dieta é não fazer uma restrição de calorias severa e manter o consumo de todos os grupos alimentares. "E por fim, comer mais vezes ao longo do dia, ou seja, fracionar as refeições garantindo o café da manhã, almoço, jantar e os lanches intermediários", conta Solis

Tontura e dores de cabeça

Entenda por que a dieta errada causa dores de cabeça - Foto: Getty Images
Entenda por que a dieta errada causa dores de cabeça - Foto: Getty Images

Sentir dores de cabeça e tonturas pode acontecer quando a pessoa realiza dietas muito restritivas ou com baixo consumo de carboidratos. Dietas com restrição de carboidratos também levam à chamada cetogênese, que é quando o organismo, na falta do carboidrato como fonte de energia, converte gorduras em ácidos graxos e corpos cetônicos, que vão ser usados pelo corpo para produção de energia. "Quando um indivíduo está em cetose, apresenta um hálito forte, com ?odor de maçã podre?, tontura, dor de cabeça, enjoo e desidratação", explica a endocrinologista Vivian Fanny, da Clínica MOVE.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, um espaço de tempo grande entre as refeições também pode favorecer as dores de cabeça ou tontura. "Ficar muitas horas sem comer pode levar ao que chamamos de hipoglicemia, ou 'açúcar baixo no sangue'. Sintomas clássicos de hipoglicemia incluem comumente dor de cabeça, tontura, mal-estar, visão turva e sonolência", afirma Vivian Fanny.

Para prevenir as dores de cabeça e as tonturas durante a dieta a orientação é comer com maior frequência ao dia, a orientação geral é de três em três horas. Outro ponto importante é não excluir nenhum grupo alimentar, como os carboidratos.

Desidratação

Uma dieta errada pode causar desitradação  - Foto: Getty Images
Uma dieta errada pode causar desitradação - Foto: Getty Images

A desidratação pode ocorrer devido à dieta. "Afinal, pode acontecer da pessoa reduzir a quantidade de alimentos que são grandes fontes de água, como as frutas", constata o médico nutrólogo José Alves Lara, vice-presidente da Associação Brasileira de Nutrologia.

Dietas com grandes quantidade de proteínas ou com restrição de carboidratos também podem levar à desidratação. Muitas pessoas que estão tentando emagrecer fazem uso de artifícios para desinchar, eliminando água do organismo. É o caso do uso de diuréticos, suplementos de sódio e potássio, entre outros. Estas atitudes podem levar à desidratação.

Há diversos sinais para identificar a desidratação. Entre os sintomas agudos há: náuseas, baixa capacidade de concentração, tontura, irritabilidade e intolerância ao calor. Já os sintomas crônicos de desidratação são: perda de apetite, urina concentrada (amarela-escura), pouca ou nenhuma urina e câimbras musculares frequentes.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Sentir muito desejo por determinado alimento

Entenda por que o desejo por certos alimentos pode ser sinal de problema na dieta - Foto: Getty Images
Entenda por que o desejo por certos alimentos pode ser sinal de problema na dieta - Foto: Getty Images

Sentir um desejo exagerado por certo alimento provavelmente é a resposta que seu corpo dá diante da restrição que foi feita desta comida ou bebida. "Quando há uma grande restrição da dieta, nosso corpo entende como privação de energia e então cria mecanismos para se ?defender? dessa situação, ou seja, agindo de forma instintiva na busca pelo alimento restringido, sendo geralmente alimentos fonte de açúcares, como doces e chocolates", explica Marina Solis.

Assim, a pessoa passa grande parte do tempo pensando no alimento que foi restringido e ao se deparar com ele, é difícil se controlar e não devorar a caixa inteira de bombons, por exemplo. "Portanto, não elimine nenhum alimento da sua dieta, não restrinja nada. Apenas aprenda a controlar o seu consumo", conclui Marina Solis.

É importante ficar atento às substituições saudáveis. Isto porque muitas vezes a pessoa tem vontade de comer um alimento "gordo" e decide substitui-lo por um mais saudável. Esta atitude é muito boa, mas é preciso prestar atenção para não consumir grandes quantidades do alimento saudável. Afinal, ingerir uma alta quantidade de frutas ou de bolachas integrais, por exemplo, tem a mesma quantidade de calorias ou até mais do que uma porção de chocolate. E o pior, ao fazer isso você ainda continua com a vontade de chocolate! "Sendo assim, devemos entender que podemos comer de tudo, mas precisamos controlar a frequência e a quantidade", diz Marina Solis.

Ganhar peso

Alguns erros na dieta podem levar ao ganho de peso - Foto: Getty Images
Alguns erros na dieta podem levar ao ganho de peso - Foto: Getty Images

Emagrecer é basicamente um equilíbrio entre o consumo energético e gasto calórico, sendo que é preciso consumir menos energia do que gasta. "Muitas vezes quando um indivíduo faz dieta por conta própria, come pequena quantidade de comida, mas escolhe alimentos ricos em calorias", observa Lara. Portanto, é essencial contar com a orientação de um médico nutrólogo ou de um nutricionista ao realizar uma dieta.

Cansaço

Entenda por que algumas dietas podem fazer a pessoa sentir cansaço - Foto: Getty Images
Entenda por que algumas dietas podem fazer a pessoa sentir cansaço - Foto: Getty Images

Consumir uma quantidade muito baixa de calorias, faz com que a pessoa receba pouca energia e então sinta cansaço. Além disso, as dietas que propõem o corte de carboidratos também levam ao cansaço. A melhor maneira de evitar este problema é realizar uma dieta com orientação profissional.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Flacidez

Entenda por que a dieta errada pode levar à flacidez - Foto: Getty Images
Entenda por que a dieta errada pode levar à flacidez - Foto: Getty Images

Quando realizada de forma errada a dieta pode levar a perda de músculos ao invés de gorduras. O problema pode ocorrer em dietas que propõem o corte de carboidratos. Isto porque na falta deste macronutriente, o corpo precisa de outra fonte de energia e utiliza as proteínas. Assim, as proteínas deixam de ser utilizadas para os músculos e estes ficam mais fracos. "Uma dieta pobre em proteínas também pode levar à perda de massa muscular", afirma Vivian Fanny.

Para prevenir a perda de massa muscular devemos consumir carboidrato nas devidas proporções (45 a 65% do valor energético total), bem como proteína de alto valor biológico, ou seja, proteínas que contenham aminoácidos oriundos da dieta, especialmente, com baixo teor de gordura, como é o caso do leite e seus derivados semi ou desnatados. "Além disso, é fundamental associar, juntamente à perda de peso, a pratica de atividade física regular, garantindo assim, a perda de massa gorda e evitando a perda de massa magra", orienta Marina Solis.