PUBLICIDADE

Brasileiro consome muito sódio e poucas frutas, diz estudo

Maus hábitos alimentares estão ligados à obesidade e hipertensão

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

A população brasileira está comendo menos arroz, feijão e frutas e mais carnes gordurosas, embutidos, sal e açúcar, diz um levantamento feito pelo Ministério da Saúde. De acordo com os pesquisadores, o país está passando por uma transição nutricional, consumindo cada vez mais produtos industrializados, o que pode aumentar a incidência de doenças cardiovasculares devido à grande quantidade de sódio. A presença de elevados níveis de açúcar na dieta do brasileiro também é um agravante, pois aumenta o risco de obesidade.

Segundo a pesquisa, 48,1% da população adulta no país estão acima do peso e 15% dos brasileiros estão obesos. O estudo indica também que apenas 18,2% das pessoas consomem cinco porções de frutas e hortaliças em cinco dias ou mais por semana; 34% consomem alimentos com elevado teor de gordura e 28% consomem refrigerantes cinco ou mais dias por semana. O consumo de arroz e feijão, que juntos são fontes de ferro, carboidratos e proteínas, também diminuiu entre os brasileiros.

Outro problema é o consumo de diário de sódio no Brasil, que, atualmente, é de 12 gramas - mais que o dobro do recomendado pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Já o açúcar é consumido de forma considerada exagerada por 61,3% da população.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

De acordo o ministério, a meta é estabilizar o quadro de excesso de peso e obesidade entre adultos até a próxima década e, ao mesmo tempo, diminuir os índices entre crianças e adolescentes. Para isso acontecer, além da indústria alimentícia produzir alimentos mais saudáveis, é preciso que toda a população procure ter uma alimentação saudável.

Sódio

Sal e hipertensão

Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, em 2010, a hipertensão atingiu 23,3% dos brasileiros, sendo que as mulheres são mais vítimas da doença (25,5%) que os homens (20,7%). A pesquisa, feita junto ao Núcleo de Pesquisa em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (NUPENS/USP), também mostrou que o diagnóstico se torna mais frequente conforme a idade avança - 50% das pessoas com 55 anos ou mais apresentam quadro de pressão alta. Hoje, no entanto, sabe-se que o controle do consumo de sódio pode evitar que a pressão arterial suba além da conta.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A principal fonte de sódio é o sal de cozinha, mas ele está presente em muitos outros alimentos, sejam eles naturais ou industrializados, pois é um conservante natural. E o principal: não é por que o alimento é salgado que tem muito sódio. Uma pesquisa do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia ouviu mais de 1.200 hipertensos e descobriu que 93% deles não sabem fazer a relação entre o sal e o sódio descrito nas embalagens dos alimentos. E 75% deles nem sequer leem os rótulos. Isso porque o mineral fica camuflado.