PUBLICIDADE

Gelatina

Gelatina: mil e uma utilidades

A gelatina é uma boa aliada na manutenção da beleza e da saúde. Extraída do colágeno, principalmente bovino, ela é composta por 90% de proteína, 2% de sais minerais e 8% de água. Sua composição ajuda a combater a flacidez da pele, deixando-a hidratada, fortalece as unhas e promove o crescimento dos cabelos.

Aproximadamente 30% da proteína do corpo é constituída de colágeno, um tecido conectivo que, além de ser responsável pela estrutura geral do organismo, promove elasticidade e resistência da pele, músculos, tendões, meniscos, ligamentos, veias e artérias. A gelatina, além de ser extremamente rica em colágeno, é composta por nove dos 10 aminoácidos essenciais ao organismo e não contém gordura.





Além das indicações estéticas, ela tem papel fundamental na prevenção de doenças, como dores articulares, artrose, osteoporose e na prevenção das lesões em atletas. Substituindo ingredientes mais calóricos, também pode ajudar nos programas de redução de peso.

Mas para a realização de tratamentos, a gelatina indicada é a hidrolisada, em cápsulas ou pó, vendidas em lojas de produtos naturais ou farmácias. "Aquela que vende no supermercado não tem concentração de colágeno suficiente. Elas são consideradas complementares e devem ser consumidas todos os dias", afirma a dermatologista e nutróloga Tamara Mazaracki.

A dose ideal de gelatina hidrolisada é pelo menos 10g (uma colher de sopa cheia) por dia. "Cada cápsula contém 500mg de colágeno. Para chegar à dose indicada deveriam ser tomadas 20 cápsulas por dia. Por isso, a melhor opção é a gelatina em pó, diluída em água, chás, sucos, sopas ou leite", recomenda.

Depois de obter o resultado desejado, a pessoa deve continuar com o tratamento. "É um alimento que não tem contra-indicação. Após os três primeiros meses, a dose pode ser reduzida para duas colheres de sopa por semana", completa.

Fonte: O Dia