PUBLICIDADE

Nathalie emagreceu 15 kg e comemora: "me sinto muito melhor comigo mesma"

A jornalista reeducou seus hábitos alimentares e passou a sentir muito mais disposição e confiança

Ano novo é sempre sinônimo de promessas, mas muitas vezes elas demoram a se cumprir. No caso de Nathalie, jornalista de 26 anos, seu maior projeto na virada de 2013 era cuidar mais de si. Ela começou a fazer atividades físicas, mudou para um emprego com o qual se identificava, mas a decisão definitiva de mudança na saúde só começou em maio de 2013, quando ela começou o programa de emagrecimento Dieta e Saúde. "Conheci o DS quando comecei a trabalhar no Minha Vida e era uma época em que eu estava muito insatisfeita com meu peso e aparência. Decidi que era uma boa chance de mudar isso", conta a repórter. Para fazer o download gratuito do aplicativo Dieta e Saúde, clique aqui.

Nathalie sempre esteve acima do peso, principalmente depois da adolescência quando desenvolveu Síndrome do Ovário Policístico. "Demorei bastante tempo para ser diagnosticada, e nesse tempo tive um grande ganho de peso e inchaço, principalmente pelos hormônios desregulados", relembra. Ela conseguiu emagrecer um pouco quando começou a fazer um tratamento com endocrinologista. Mas parou de se cuidar quando começou a fazer estágio.

Ela lembra que sempre encarou a dieta como uma restrição, algo que ela teria que sofrer muito para alcançar o seu objetivo e por isso não emagrecia e nem tentava qualquer dieta (Descubra seu peso ideal) . Mas ainda assim ela se sentia insatisfeita com seu corpo, algo que só mudou atualmente, quando ela mudou de 79 para 64 kg. "Hoje minha autoestima está muito melhor, me sinto mais confiante, além de ter muito mais pique". Confira a entrevista da Nathalie e veja como foi sua trajetória de emagrecimento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Como você conheceu o Dieta e Saúde?

R: Quando comecei a trabalhar no Minha Vida em abril de 2013 eu estava super desregrada com a alimentação, e em um mês engordei mais 3 kg, chegando aos 79 kg. Foi uma época que eu estava muito insatisfeita com minha aparência, me sentia inchada e feia mesmo. Nessa época (maio de 2013) passei pelo processo de integração do Minha Vida e conheci mais sobre o Dieta e Saúde, já que ambas são do mesmo grupo. Pensei que poderia ser uma chance de me dedicar e perder peso sem remédios e sem me privar. No fim de semana seguinte fui em um barzinho com minhas amigas e quando me vi nas fotos, me senti terrivelmente gorda. Na segunda-feira seguinte (dia internacional do começo da dieta) comecei a contar os pontos no DS.

Você já havia tentado outras dietas antes?

Nathalie depois - Foto: Julio Piccin
Nathalie depois - Foto: Julio Piccin

R: Sempre fui ao endocrinologista por conta da síndrome do ovário policístico, mas acabava mudando de médico por mudanças no convênio médico. Em 2009 comecei a me consultar com um especialista que, além do tratamento do ovário policístico, resolveu me passar remédio para emagrecer. Fiz o tratamento e cheguei a pesar 68 kg, mas quando comecei a estagiar acabei deixando o remédio de lado e engordando de volta.

Quais ferramentas mais te ajudaram no processo de emagrecimento?

R: Eu sempre escrevi sobre saúde e tenho que admitir que sempre soube como deveria me alimentar. No entanto, eu pensava que estava bem assim, não ia emagrecer mesmo, e continuava comendo o que eu sabia que não era saudável só para ficar feliz. Quando eu comecei a marcar o que eu comia no Diário do Dieta e Saúde, eu consegui ficar dentro da pontuação DS desde o primeiro dia. Aos poucos, eu comecei a ver onde eu usava meus Pontos DS e mudar algumas coisas que eu consumia, para ter mais pontos nas refeições principais. Troquei o leite integral pelo desnatado, as bolachas comuns por versões mais light e cortei do meu dia a dia itens como batata palha e frituras, aos poucos fui melhorando minha alimentação. Ou seja, passei por uma verdadeira mudança de hábitos, uma reeducação alimentar! Sempre usei mais o Diário de Pontos. Marcava o que eu comia todos os dias depois das refeições e acabava programando o lanche da tarde, sempre com uma margem para o jantar. Mas o mais importante do diário foi sentir que tinha que dar uma satisfação a mim mesma sobre o que eu comia. Toda vez que eu estourava os pontos me sentia culpada, e assim fui fazendo trocas saudáveis.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Você aliou a reeducação alimentar a atividades físicas?

Nathalie antes - Foto: Julio Piccin
Nathalie antes - Foto: Julio Piccin

R: Em janeiro de 2013 eu voltei a fazer atividade física duas vezes por semana, o que me ajudou no processo de emagrecimento também. Eram exercícios aeróbicos e com eles ganhei um condicionamento cardiovascular e respiratório que sempre me fez falta. Quando terminei de perder peso, percebi que precisava trocar também gordura por massa magra, e comecei a fazer musculação de duas a três vezes por semana, intercalando com as aulas de ginástica.

Quais foram os principais obstáculos que enfrentou durante o emagrecimento e como você os superou?

R: Acho que o maior desafio nesse tempo foi lidar com as situações de final de semana e resistir às tentações. Meus amigos adoram sair para comer, e por muito tempo eu precisava de muita força de vontade para não acabar descompensando nessas refeições. Muitas vezes eu me liberava uma batata frita de entrada, por exemplo, mas comia uma salada com grelhado na refeição principal, para equilibrar. Por muitas vezes também comi salada em restaurantes famosos por seus lanches. Ao ver o resultado semanal na evolução, eu me animava cada vez mais a continuar dessa forma.

Além do peso, qual foi a principal modificação ou melhora que veio junto com o seu emagrecimento?

R: Além do peso, encontrei diversas mudanças na minha vida. Minha autoestima melhorou muito, hoje compro roupas com muito mais confiança, me sinto melhor quando saio com minhas amigas para bares e baladas, compro roupas mais justas e me sinto muito melhor comigo mesma. Também tenho mais disposição, principalmente depois que comecei a fazer atividade física. E só tenho a agradecer ao DS, pois sem ele não teria encontrado a disciplina que eu precisava para chegar ao meu objetivo. O programa foi a forma de me organizar, entender melhor o que eu errava na minha alimentação e um motivador a mudar.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)