PUBLICIDADE

Dificuldade para emagrecer? Bactérias do intestino podem atrapalhar perda de peso

Além de fatores genéticos e hábitos cotidianos, a microbiota pode dificultar a perda de peso

Descubra o poder de um sorriso.
Participe da newsletter

Preencha os campos* abaixo.
X

*Ao concluir, você concorda com a nossa Política de Privacidade e aceita receber novidades do Minha Vida e seus parceiros.

Cadastro efetuado com sucesso!

Seguir corretamente uma dieta nem sempre é sinônimo de perda peso. Segundo um estudo publicado no periódico científico Mayo Clinic Proceedings, as bactérias presentes no intestino, conhecidas como microbiota, podem interferir (para o bem e para o mal) na perda de peso.

O estudo analisou amostras de fezes de 62 pessoas acima do peso e daqueles que seguiram uma dieta rica em fibras, integrais, frutas e verduras, e baixa em gorduras, durante seis meses. As que tiveram uma taxa alta de bactérias do gênero Prevotella e Bacteroides, que costumam compor a flora intestinal, perderam, em média, 5kg de gordura.

Após comparar os dois grupos, os pesquisadores notaram que o intestino da turma que secou alguns quilinhos era povoado com bactérias do tipo Phascolarctobacterium, enquanto os que não tiveram alteração na balança apresentavam mais micro-organismos do tipo Dialister. A hipótese é que algumas digerem mais os alimentos e as pessoas absorvem melhor os nutrientes, explica o médico Eduardo Usuy, membro da Federação Brasileira de Gastroenterologia.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

A explicação para isso seria a maneira como essas bactérias interagem na quebra de compostos como carboidratos: apesar de fornecer energia adicional ao organismo, isso seria um obstáculo para aquelas pessoas dispostas a reduzir a massa corporal.

De acordo com a pesquisa, agora está mais do que comprovada a necessidade de se indicar dietas personalizadas para cada paciente.