PUBLICIDADE

Chocolate ajuda proteger as mulheres contra derrames

Ele tem ação antioxidante e diminui a formação de coágulos

Ingerir uma quantidade equivalente a duas barras de chocolate por semana pode proteger as mulheres de derrames, principalmente aqueles causadores por coágulos sanguíneos, diz um estudo feito por cientistas do Karolinska Institutet, na Suécia, e publicado no jornal especializado em doenças cardiovasculares Journal of the American College of Cardiology.

Mais de 33 mil mulheres, com idade entre 49 e 83 anos, participaram do estudo, que durou 10 anos. Primeiramente, elas responderam a um questionário sobre hábitos alimentares e histórico familiar de doenças cardiovasculares. Depois, os médicos separaram as participantes em oito grupos de acordo com o seu consumo de chocolate. Eles eram classificados de "nunca como chocolate" até "como chocolate três vezes por dia". Durante o estudo, 1549 mulheres sofreram derrames. Deste número, 1200 foram causados por coágulos sanguíneos.

Os autores do estudo descobriram que as mulheres do grupo que comiam aproximadamente duas barras de chocolate por semana estavam até 20% mais protegidas de derrames do que as voluntárias que nunca comiam chocolate. De acordo com os especialistas, o cacau, principal ingrediente do chocolate, contém grandes quantidades de flavonoides, que tem ação antioxidante e protegem os vasos sanguíneos de lesões. Além disso, eles também mostraram ter influência positiva na redução na formação de coágulos sanguíneos, principal causa de derrames.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Mesmo que, em teoria, esse efeito também possa ser visto nos homens, os autores do estudo defendem que trabalhos específicos para o sexo masculino devem ser feitos antes de afirmar que o chocolate também os protege contra derrames.

Os cientistas alertam, porém, que o chocolate deve ser consumido em sua forma mais saudável, ou seja, em sua versão meio amarga ou com 70% de cacau. Esses tipos contêm menores quantidades de açúcares e leite e, por isso, são menos calóricos e gordurosos que o chocolate normal.

Chocolate contra o estresse

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Outra pesquisa, publicada no Journal of Proteome Research, sugere que o chocolate amargo tem o poder de diminuir os índices de estresse e ainda ajudar no controle da ansiedade. Realizada pelo Centro de Pesquisas Nestlé, em Lausanne, na Suíça, o estudo analisou o consumo diário do chocolate e o nível do hormônio cortisol dos voluntários, substância conhecida como o hormônio do estresse.

A pesquisa aconteceu com 30 adultos saudáveis, que consumiram 40 gramas, em média, de chocolate amargo, diariamente, durante duas semanas. Os participantes tiveram os níveis de ansiedade e estresse determinados no início e no final do estudo por meio da análise de sangue e de urina.

Depois do termino do estudo, os cientistas analisaram que o nível de cortisol baixou consideravelmente em todos os participantes chegando em 40% de redução naqueles que sofriam com a ansiedade.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)