PUBLICIDADE

Novo tratamento pode oferecer esperança para alérgicos a amendoim

Após quatro anos de tratamento, 70% das crianças analisadas se tornaram tolerantes ao alimento

Só quem já sofreu uma alergia alimentar sabe o quão difícil essa situação pode ser, basta uma pequena quantidade do alimento para que a garganta comece a fechar, o rosto inchar e os olhos e pele coçarem. O amendoim é considerado a comida que mais provoca asfixia em intolerantes e também causa uma das alergias alimentares mais mortíferas.

Segundo uma investigação realizada em 2016, estima-se que pelo menos 20 mil bebês sejam diagnosticados como alérgicos todos os anos, somente nos EUA e Reino Unido. Contudo, pesquisadores australianos podem ter finalmente encontrado uma cura para alergia a amendoim em crianças.

Um pequeno ensaio clínico, com 56 crianças, conduzido pelo Instituto de pesquisa Murdoch, descobriu que dois terços do grupo de crianças tratadas por meio de imunoterapia experimental foram curadas da alergia. Além disso, essa dessensibilização permaneceu em 70% delas até quatro anos após o fim do tratamento.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

O novo tratamento para alergia combina um probiótico com imunoterapia oral, conhecida como PPOIT. Em vez de evitar o contato com o alérgeno (neste caso o amendoim), a terapia insere uma proteína do amendoim para reprogramar o sistema imune responsável pelo eventual desenvolvimento da alergia ao alimento.

"Essas crianças têm comido amendoim sem precisarem seguir nenhum programa específico nos anos seguintes ao término do tratamento", comentou o líder da pesquisa, o professor Mimi Tang. A pesquisa foi publicada no periódico médico internacional 'Lancet Child & Adolescent Health'.

Para análise, os pesquisadores deram para metade das crianças a combinação produzida para o tratamento experimental e outro grupo recebeu apenas placebo, sendo que ambos foram administrados uma vez ao dia por 18 meses.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao final da pesquisa, eles constataram que 82% das crianças que receberam a imunoterapia apresentaram resultados positivos, deixando de ter reação ao amendoim, em comparação com apenas 4% no grupo do placebo.

Após quatro anos, a equipe verificou novamente o progresso em relação a alergia ao amendoim. Os resultados mostraram que 70% dos participantes tinha adquirido resistência a longo prazo, ou seja, conseguiam comer alimentos derivados do amendoim sem nenhum problema.

"Este é um grande passo em frente na identificação de um tratamento eficaz para resolver o problema de alergia alimentar nas sociedades ocidentais", disse Tang. No entanto, novas análises precisam ser realizadas para comprovar a eficácia do tratamento, por isso ainda precisaremos aguardar um tempo para que essa "cura" seja oferecida ao público.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)